Iniciativa leva meditação por meio da arte para alunos de escolas públicas

Iniciativa leva meditação por meio da arte para alunos de escolas públicas

Em meio a Pandemia, uma iniciativa inovadora promete impactar positivamente a vida de crianças de escolas públicas com idade entre seis e 11 anos (1º ao 5º ano) e suas famílias. O projeto Avoá vai promover o encontro das crianças com o seu universo interior por meio da meditação e da arte. A partir desta quinta-feira -10 de junho, mais de 1.500 famílias serão beneficiadas com a iniciativa. Uma escola receberá o projeto presencialmente e outras duas terão acesso a versão on-line e impressa, essa para quem não têm acesso à internet. 
 
Na ação presencial, que será realizada na Escola de Educação Básica Irineu Bornhausen localizada no bairro Estreito, as Fadas da Avoá compartilham suas ferramentas mágicas com as crianças para que elas se conectem com seu mundo interior. Na versão on-line, o mesmo acontece, mas por meio de um audiovisual interativo e de nove áudios com meditações guiadas disponíveis na página do projeto no site da Elo Vertical. 
 
“Nas narrativas, o ouvinte é o protagonista de aventuras fantásticas, nas quais é possível respirar dentro da água nadando com golfinhos telepáticos, voar com dragões ou com o cavalo alado pégasus visitando ilhas flutuantes nas nuvens e caminhar pelo arco-íris”, conta Desirée Trindade, instrutora de yoga e idealizadora do projeto ao lado da multiartista Fernanda Thiesen. 
 
O objetivo  é que os estudantes iniciem uma jornada de autoconhecimento ao ouvirem histórias meditativas narradas pelas personagens Íris e Elora, aprendam a relaxar por meio da respiração consciente e entrem em contato com as suas emoções.
 
“Também queremos proporcionar um espaço para livre expressão, que estimule o desenvolvimento das habilidades criativas das crianças. Será uma oportunidade para a autodescoberta”,  conclui Fernanda Thiesen.
 
A realização é da Elo Vertical, com patrocínio da Prefeitura de Florianópolis, Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Conta com apoio cultural da Brognoli Negócios Imobiliários.


 
Expressando sentimentos
 
Entre maio e julho deste ano, três oficinas artísticas on-line e ao vivo serão realizadas com as crianças que terão acesso às meditações. Os encontros virtuais serão sobre emoções e meditação e, por meio de dinâmicas em grupo, os estudantes serão estimulados a expressar seus sentimentos. 
 
“E isso poderá se dar por meio de expressão corporal, das emoções e da criatividade. Iremos trocar experiências e envolver os participantes em dinâmicas que permitam elas compreenderem melhor o que sentem, como sentem e como podem transformar sentimentos negativos de forma leve. Sempre trazendo a ludicidade, a criatividade e a imaginação para esse mergulho no autoconhecimento”, explica Desirée.
 


Livro meditativo para quem  não tem acesso a internet
 
Nem todas as crianças contempladas pelo projeto estão indo presencialmente à escola ou têm acesso livre à internet. Por esse motivo, foi produzido um livro meditativo impresso.
 
Narrado por duas fadas que compartilham as suas ferramentas mágicas com as crianças, o livro traz duas meditações guiadas e aborda temas como emoções, autoconhecimento, respiração consciente e meditação. O texto é assinado por Desirée Trindade, com meditações de autoria de Fernanda Thiesen e ilustração de Maiá Onzi.
 
No total serão disponibilizadas 700 edições, gratuitamente, nas escolas beneficiadas. 
 
 “Avoá é uma oportunidade para as crianças contempladas conectarem-se com o seu universo interior, aprenderem a silenciar a mente, olhar e entender as suas emoções. É um convite especial para todas crianças dessa geração, que recebem tantos estímulos externos, criarem por meio da meditação espaços que promovam o bem estar”, reforça Desirée Trindade.
 


Quer meditar com as fadas de Avoá?
 
O projeto é direcionado a escolas públicas, mas no site da Elo Vertical estão disponíveis nove meditações guiadas para crianças, com temas como explorar a criatividade e a imaginação, relaxar, dormir e entender as emoções. 
 
Elas têm em média oito minutos e são recomendadas para crianças com idade entre seis e 11 anos.
 
“Uma dica importante para o adulto que propor meditação à(s) criança(s) é nunca forçar, mas sempre convidar para meditar, respirar, para que eles conectem como algo prazeroso, relaxante e divertido. É interessante ter um espaço destinado para a prática, assim a criança já entende que quando vocês forem meditar vão utilizar aquele lugar específico, criado por vocês para meditar. Convide a criança para criar este ambiente com itens que ela gosta e que promova uma sensação de bem estar: almofadas, cristais, algum brinquedo especial - bichinhos de pelúcia são ótimos para meditar e respirar junto com elas! Enfim, elementos especiais para tornar este ambiente mágico e convidativo. ”, diz Desirée Trindade.
 


Serviço
Medite com as Fadas de Avoá: https://linktr.ee/elovertical - aqui tem e-book, áudios com meditações e vídeo interativo!